segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

ÓLEO DE CARTAMO - TCHAU GORDURA ABDOMINAL

OLEO DE CARTAMO
O QUE É?
O óleo de cartamo é um óleo extra-virgem, proveniente das sementes da Carthamus Tinctorius L. Os benefícios deste óleo são provenientes dos nutrientes encontrados em sua composição.



Conhecida como CL no mercado.



BENEFICIOS
  •  Ajuda na saciedade pois ele aumenta a leptina que é um hormônio resistente aos obesos.
  •        Acelerador de metabolismo
  •       Inibidor natural de LPL (enzima - lipase lipoproteica responsável pelo aumento das células de gordura do corpo)
  •        Promove lipase obrigando o corpo a usar a própria gordura como fonte de energia
  •        Acelera o metabolismo e promove uma maior combustão da gordura
  •        Ajuda na diluição de lipídeos, redução da celulite e gordura localizada       Diminui taxas de colesterol potencializa o sistema imunológico e tem propriedades anti-inflamatórias


O QUE COMPOE O OLEO DE CARTAMO


Entre as gordura encontradas neste óleo, verifica-se a presença de ômega 9 (ácido oleico) e ômega 6 (ácido linoleico).Além disso, o óleo de cártamo também apresentada em sua composição a vitamina E, que é um antioxidante importante ao nosso organismo.

 A única contraindicação  é se você tem histórico de gordura no fígado, neste caso você deve ter opinião de um profissional habilitado e especializado, fora isso, ele é tudo de bom.

Veja abaixo os benefícios dos nutrientes encontrados:

- Ômega 9 – é um tipo de gordura monoinsaturada, que se relaciona ao controle das concentrações de triglicérides, redução dos níveis de colesterol total, LDL(colesterol ruim) e HDL(colesterol bom).

- Ômega 6 – são ácidos gordos (acido linoleico) essenciais para o bom funcionamento do organismo do ser humano. Ajudam na boa manutenção e prevenção da osteoporose, câncer, formação de placas de colesterol nas artérias, diabetes tipo 2, pele saudável, tratamento de eczema e dermatite atópica, alergias e síndrome pre menstrual. Acredita-se também que o acido linoleico promove redução da gordura corporal aumentando a lipólise (quebra de células de gorduras) e e aumento de massa magra. No entanto o ômega 6 já esta em excesso na nossa alimentação, ele esta presente na carne vermelha, óleo de soja, peixes, sementes oleaginosas. Então tenha cuidado, veja logo abaixo o que pode causar o excesso do ômega 6.

- vitamina E – antioxidante natural, importante ao nosso organismo, que protege os tecidos do nosso 
organismo contra os radicais livres. Previne  o envelhecimento, desenvolvimento do câncer e doenças cardiovasculares.

O óleo de cartamo apareceu como novidade, uma vez que surgiu no mercado com o proposito de substituir o CLA (acido linoleico conjugado), o qual era muito utilizado para auxiliar no emagrecimento, especialmente na redução da gordura corporal e aumento da massa muscular. Por não haver comprovação de sua segurança e eficácia, em 2007 a ANVISA proibiu sua comercialização no Brasil. Desde então o óleo de cartamo tem sido vendido como fonte natural do CLA. Entretanto, segundo a ANVISA, o óleo de cartamo não possui CLA em sua composição. Na verdade o óleo de cartamo é utilizado como matéria prima para a produção sintética do CLA, já que contem elevados teores (cerca de 80%) de acido linoleico, o ômega 6. O que alguns fabricantes tem feito é adicionar CLA ilegalmente nas capsulas de óleo de cartamo. Alguns lotes importados de óleo de cartamo já foram, inclusive, interditados pela ANVISA, pois continham mais de 70% de CLA em sua composição.
O óleo de cartamo deve estar em equilíbrio com o ômega 3 pois em associação com este combate os efeitos do ômega 6 que em excesso é prejudicial a saúde.

O que o excesso de ômega 6 pode causar?

 Níveis elevados de n-6 estão associados com um aumento em todas as doenças inflamatórias – que são virtualmente todas as doenças. Esta lista inclui (mais não se limita apenas a):
·        Doenças cardiovasculares
·        Diabetes tipo 2
·        Obesidade
·        Síndrome metabólica
·        Síndrome do intestino irritável e doença inflamatória do intestino
·        Degeneração macular
·        Atrite reumatoide
·        Asma
·        Câncer
·        Distúrbios psiquiátricos
·        Doenças autoimunes

COMO CONSUMIR

O óleo de cartamo pode ser consumido sobre duas formas: em capsulas ou o próprio óleo.
Geralmente recomenda-se a ingestão diária, entretanto, a quantidade a se consumida deve ser prescrita por um medico ou nutricionista, levando em consideração as suas necessidades diárias e energéticas. Quando a opção a ser consumida for o óleo, este pode ser incorporado durante as refeições ou ate mesmo, como complemento. Pode ser acrescentado na salada, na comida, na sopa ou na vitamina/suco. Apesar do óleo de cartamo apresentar propriedades funcionais interessantes, você não pode esquecer de combina-lo com uma alimentação equilibrada e a pratica frequente de exercícios físicos. Lembre-se de que o óleo de cartamo é uma gordura como as outras, ou seja, cada grama de gordura apresenta 9 calorias, mesmo que o tipo de gordura encontrado nele seja o tipo bom de gordura.


MAIS BENEFÍCIOS

O fato do óleo de cartamo fazer efeito, principalmente na área da cintura se deve também a presença do ômega 9, pois estudos mostram que esse acido graxo diminui a produção de cortisol, um dos hormônios responsáveis pelo armazenamento de gordura nessa região. Para queima de gordura, Dra. Fernanda Granja (nutricionista funcional) indica tomar antes e depois da atividade física, pois assim a gordura será melhor metabolizada. O ômega 9 esta presente também no azeite de oliva e no abacate.




Adquira o seu  - acesse www.fitnutri.com.br
  




Fonte –
Dra. Fernanda Granja – nutricionista funcional
daquidali.com.br
saudeja.com.br
minhavida.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário